Cinco pontos de destaque da Conferência E-Commerce Brasil SC 2018

A primeira semana de maio foi bem movimentada aqui na Quater. Além da rotina habitual da agência, com criação, aprovação e atendimento, participamos in loco de mais um edição do E-Commerce Brasil, desta vez em Florianópolis, Santa Catarina, nos dias 8 e 9 de maio. Nossos representantes no evento foram Rodrigo Schmidt e o Daniel Aita que, além de assistir várias palestras sobre o assunto, separaram cinco pontos que compartilham a seguir.

 

1 – “Loja virtual é como uma loja física, só que em um ponto ruim.”

 

O autor dessa frase é Jean Makdissi, CEO da Intima Store, e foi uma das primeiras que escutamos logo que chegamos no CentroSul, local que foi realizada a Conferência E-Commerce Brasil SC. O setor de lojas virtuais tem crescido muito nos últimos anos, e conseguir com que sua marca seja vista e reconhecida está cada vez mais difícil. Para que sua empresa se destaque, é preciso planejar e investir em comunicação direcionada ou em outras plataformas de venda, como marketplace. Continue lendo e saberá um pouco mais sobre isso.

 

Nossos representantes na Conferência E-Commerce Brasil SC 2018 foram Rodrigo Schmidt e o Daniel Aita.

Nossos representantes na Conferência E-Commerce Brasil SC 2018 foram Rodrigo Schmidt e o Daniel Aita.

 

2 – “Não construa sua casa em um terreno alugado.”

 

Esta frase é sobre negócios online que iniciam operações diretamente no marketplace. Se você não sabe o que isso significa, explicamos o que é. Marketplace é uma plataforma que alia grandes lojas e sistemas a pequenos e médio comerciantes. O que isso significa: lojas virtuais de vários nichos podem divulgar seus produtos nestes players, que se encarregam de fazer o meio de campo com o cliente final.

 

De forma rápida, marketplace é como se fosse o shopping das lojas virtuais.

 

Porém, como tudo na vida, há lado bom e lado ruim. Se você ainda não tem uma loja virtual própria, boa margem de preço e estoque, não é recomendado que inicie a operação do seu e-commerce em um marketplace.

 

3 – Esteja preparado para ouvir

 

Você criou sua loja virtual, contratou uma agência, investiu em mídia, comprou estoque e tem bom preço. Qualquer erro entre a aprovação da compra até a entrega do produto na casa do cliente pode resultar em um ou mais comentários negativos na sua página. Para que isso não acabe com o seu negócio, saiba que sempre alguém estará insatisfeito com alguma coisa, e as críticas devem ser respondidas e solucionadas com agilidade.

 

4 – Repita infinitamente o mantra: “Testar, falhar, aprimorar”

 

Ninguém cria o negócio perfeito na primeira tentativa. Grandes empresários da história do mundo mostram isso. Porém, se você acredita no seu negócio e nos diferenciais que oferece, não desistir é o primeiro passo a ser dado. Reconhecer os erros, consertar o que precisa e testar novamente são etapas que precisam ser vencidas seguidamente.

 

5 – Será que o gerente enlouqueceu mesmo?

 

Aposto que você já viu por aí uma promoção dizendo que “o gerente enlouqueceu”, divulgando produtos com desconto e “condições imperdíveis”. Colocamos o último termo entre aspas porque, com o crescente número de pessoas com acesso a internet, o consumidor pesquisa várias vezes antes de finalizar a compra.

 

Estudos mostram que este processo pode levar até 48 dias!

 

Então é preciso ter muita atenção antes de divulgar promoções do “gerente enlouquecido”. Apresente os diferenciais da marca, o propósito de ela existir, os motivos para que os cliente escolham o seu produto e não o do concorrente. E claro, mostre porque ele deve escolher você.

 

 

Daniel Aita

Veste moletom quando esfria

daniel@quater.rs